manifest/manifesto / by Luminous





I've been frustrated. 

I've been feeling like my place as an artist was never really there, that my will to produce has gone away for good. I've been pissed. I've been (righteously) pissed at the people who steal my work and at those who allow it by being silent. I've been (stupidly) pissed at a part of my audience, at the lack of motivation, at the feeling that there is nothing new. 

I've been falling more and more into the depths of my own head, of the devils of doubt and insecurity, of the sloth that always comes with. It's easier to stay put than it is to create and face the failure (or the success). It's easier to just do nothing, to look at others and yell 'you're all doing the same thing' than to do something myself. It's easier to sit here and feel left out, feel surpassed, feel smothered, than it is to fight. 

But the easy times are over. 

It's time to be bold. It's time to get back on the saddle, after almost a year, and to fight back. To work again, to push myself forward again, to publish regularly and with relish. To be proud of having my work shown, to not shrug when I get interviewed, because I don't really feel like I'm a part of the big kids. It's time to accept my place, to accept that there is still a lot of space to grow, that this isn't the end of it. It's time to go out with my camera and tripod again. I haven't done that since September! It's time to get out of bed, excruciating as it might be, sometimes. It's time to research new techniques and to not be afraid to be different, to fall outside the norm of everyone I see. 

It's time to stop complaining about my work. It's time to create more. It's time to post more often. It's time to set some rules. 

(and now comes the more… technical part of the post)

I work better with rules. I work better with a date or a goal, so here are a number of things I'm committing to do in the near future:

- Post at least twice a week on the blog — this is a requirement, and it will make me produce. And if I don't photograph, it will make me write; I need to do one of those two. And this is where I need your help — I need you to nag me until I post, if I haven't in over three days. I'm not kidding. Nag away. 

- Collaborate — I have the feeling that one of the reasons I don't evolve is because I'm so stuck in my little world, in my kind of creation, and I never open up to other people's work. So yes. I want to collaborate with more people. Submit yourselves or ask people who might be interested. — and it doesn't just have to be photographers. If you have props you'd like to shoot me with, music or writing that you want me to interpret. I aim to do at least one collaboration per month, but I will do more if the work calls for it. 

- Do at least one location shoot every month — This is essential. It will take me out of the house and make me work at a different place, with a different kind of energy. 

Okay. For now, these are the rules I'm submitting myself to. If you have any other ideas for how I should stop feeling sorry for myself and get back on my path to artistry, I welcome any suggestions. 
Thank you for reading through this, and thank you for being wonderful supporters. Doing this without you wouldn't be nearly as awesome. 

-------

Eu tenho andado frustrada. 

Tenho andado a sentir-me como se o meu lugar como artista nunca tivesse realmente existido, como se a minha vontade de produzir se tivesse desvanecido de vez. Tenho andado chateada (com razão) com as pessoas que me roubam o trabalho e com aquelas que, pelo seu silêncio, o poderiam evitar e o permitem. Tenho andado chateada (estupidamente) com uma parte do meu público, com a falta de vontade de criar, com a sensação de que nada é verdadeiramente novo. 

Tenho-me deixado cair mais e mais nas profundezas da minha cabeça, nos pequenos demónios da Dúvida e da Insegurança, na Preguiça que os acompanha sempre. É mais fácil estar quieta do que criar e enfrentar o fracasso (ou o sucesso). É mais fácil fazer nada, olhar para os outros e dizer 'vocês estão sempre a fazer o mesmo', do que fazer, eu própria alguma coisa. É mais fácil sentar-me aqui e dizer-me excluída, ultrapassada, abafada, do que lutar por mais. 

Mas os tempos fáceis acabam aqui. 

Está na hora de ser arrojada. Está na hora de voltar ao trabalho, após quase um ano, e de lutar por isto. Está na hora de trabalhar outra vez, de me empurrar até ao limite, de publicar com regularidade e com satisfação. Está na hora de mostrar o meu trabalho com orgulho, outra vez, de não encolher os ombros quando sou entrevistada porque me parece sempre que não faço parte dos meninos grandes. Está na hora de aceitar o meu lugar e de aceitar que ainda há muito, muito espaço para crescer, que isto não é o fim da linha. Está na hora de sair com a câmara e o tripé, outra vez. Já não faço isso desde Setembro! Está na hora de sair da cama, mesmo que às vezes seja extremamente difícil. Está na hora de pesquisar técnicas e de não ter medo de ser diferente, de sair da norma estabelecida por aqueles que eu vejo ser populares à minha volta. 

Está na hora de parar de me queixar da qualidade do meu trabalho. Está na hora de publicar mais regularmente. Está na hora de estabelecer algumas regras. 

(e agora vem a parte mais… técnica do post)

Eu trabalho melhor com regras, com um objectivo ou uma data de entrega — assim, ficam aqui algumas coisas que eu me comprometo a fazer num futuro próximo:

- Publicar no blogue pelo menos duas vezes por semana — isto é obrigatório e vai obrigar-me a produzir. E mesmo que eu não fotografe, tenho que escrever um post. É aqui que eu preciso da vossa ajuda: preciso que me moam o juízo até eu postar, quando se passarem mais de três dias. A sério. Não tenham medo, chateiem à vontade. Estão autorizados. 

- Colaborar — eu tenho a sensação que uma das razões para eu não evoluir como pretendo é o facto de eu me fechar demasiado no meu mundo, no meu estilo de produção, de nunca estar aberta ao trabalho dos outros. Então sim. Eu quero colaborar com mais pessoas. Candidatem-se vocês, ou digam a pessoas que achem que podem estar interessadas; não tem que ser só uma colaboração fotográfica. Estou aberta a marcas pequenas que me queiram ceder adereços para fotografar, a partes escritas ou àquilo que vocês entenderem! O meu objectivo é fazer uma colaboração por mês, mas se o trabalho assim o ditar, serão mais. 

- Fotografar in loco pelo menos uma vez por mês — mais um ponto essencial: vai tirar-me de casa e fazer-me fotografar num lugar diferente, com uma energia distinta. 

Pronto. Por agora, estas são as coisas que me comprometo a fazer. Se tiverem mais ideias sobre como recuperar, por assim dizer, de um inferno artístico, estão à vontade para me dizer nos comentários. 

Obrigada por lerem e obrigada por seguirem o meu trabalho com tanto carinho. Não tinha metade da piada sem a vossa presença!